Canção da primeira despedida

Sergio Saraiva. Primeira.

Oficina de Concertos Gerais e Poesia

trilhos

Leva contigo esse nosso sentimento

Dobrado com as dobras do tempo

Como o tempo dobra as cartas de amor

Guarda contigo nossas lembranças sentidas

Nas retinas da memória retidas

Como a vista guarda as portas das casas

Como a boca guarda de alguns beijos o gosto

Como a vida guarda nas dobras do rosto

A história das despedidas

E já que agora não pisamos mais os mesmos passos

Desatamos outros nós, refazemos novos laços

Já que é tempo de estar distante

Deixa ao menos que neste instante

Eu tenha comigo teus olhos como amuleto

E cada um dos teus sorrisos como versos de um soneto

Que eu carregue tua imagem como um guia de viagem

E que ouça nossos antigos abraços como vozes em dueto

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s