Nas entrelinhas…

Compondo Pássaros & Silêncios...

Noell Oszvald2 Noell Oszvald

Tu és a carne
de toda palavra que escrevo.

[Marcelo Roque]

Tape os olhos
o mais forte que puder
porque te gritarei um verso
:
Eu te adoro!

Só você não se deu conta
de que o pensamento
também é carne que se sente,
que se toca e se morde, atiça.

Às vezes eu me equivoco,
mas nunca deixo de evocar
o pensamento em ti. E eu te sinto,
aqui, lá, onde quer que você esteja ou não.

Então, deixa eu te contar…
A fenomenologia da saudade
é o seu nome escrito nas entrelinhas
de um poema tolo. Feito este, agora.

.

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s