Mantras

Espero que “meu velho” leia isso!

Poesias de Mãos que Sentem

Canal: Herança Divina

Resultado de imagem para imagens de idosos caminhando, preto e brancoTEM QUE SER JOVEM

Não envelheça

Tinja os cabelos de loiro

Faça ginástica

Faça corridas

Frequente academias

Use biquinis

use tangas

use fios dentais

use shorts

mostre as pernas

esteja bronzeada sempre

ria mostrando dentes claros

gargalhe regada a cervejas

tempere-se de pimenta sensual

siga as receitas

equivalha-se

equipare-se

brigue nas comparações.

Vença.

Canal: Pertersmusic

TEM QUE SER LEVE

Não traga bagagem

ria sempre

seja leve

Não traga história, dores e mágoas

Seja meu oásis, meu bálsamo, minha eterna juventude

Não me exija nada

Não me cobre nada

Não me peça nada

Não mendigue nada 

Traga o álcool

Traga os orifícios às minhas permanências

sempre quentes, sempre lisos, sempre leves.

Não me questione

não me atormente

não me penetre.

Fique por quanto eu quiser

Fique por quanto eu beber

Fique por quanto eu me embriagar

Fique por quanto eu quiser.

Não seja.

Apenas esteja.

Canal: cuidardoser

Resultado de imagem para imagens de idosos caminhando, preto e branco

.

Ver o post original 154 mais palavras

4 comentários sobre “Mantras

    1. Kambami,

      Não tinha visto sob esta ótica porque “meu mantra” está bem mais em “EU E MEU VELHO”… 🙂

      Sim, é bom ser jovem e bom ser leve de espírito. Nem sempre minha velha alma permite.

      Mas o que a Poetisa nos traz no terceiro poema é, de longe e como eu registrei em seu blog, “Tudo que sonho para mim e meu velho; minha música!!”

      Se um poeta não cria, sufoca, a lira emudece, ele deixa de ser. Sem vida, sem amorosidade um bardo cria sem luz, deixa de ser um poeta, apenas registra mas não saboreia. E eu, Kael, quero nada menos que um menestrel, um artífice. Este “meu velho”, sabe? Quando mordermos juntos a manga, e ela escorrer pelos meus cotovelos, que ele ria da lambança e depois verseje.

      Não quero que falte a ele nenhum dos insignificantes e vitais prazeres: saber-se amado, liberdade para criar o que lhe agrade, cultivar seus gostos e vaidades. Sem isso, vai lhe faltar inspiração para me mimar e, isto sim, seria intolerável e inadmissível.

      O tempo passa, célere. Não tenho mais o viço, a pele e o tônus dos meus 30 anos. Jovem, então, só e muito pouco, de espírito. Me sinto com 38, mas tenho 51. Ganhei alguma experiência, não necessariamente sabedoria, mas tento, como todos nós, ser uma pessoa melhor, mais tolerante, sob um esforço gigantesco por menos acidez. Leveza, então, seria essa. E olhe lá…

      E eu e a “bela velhice”? Acho que me manterei bem com um papo razoável com um tanto ainda por aprender, pitadas de amorosidade, vontade de solidariamente estar no mundo. Ainda há muito beijo na boca para “meu velho”, já que mesmo sem juventude e leveza, estou vivíssima. Sou seletiva porque sei o quão caro é me doar. Não é achar-ME melhor; é não permitir-ME ser menos do que eu sou. Do ponto em que estou para frente, creio ser isso o possível…

      Quero estar numa varanda ou na mesa da minha copa, daqui a 05 anos, em boa cia. E o que é isso? A horta, o café, rir da dor no corpo ao acordar, tocar o rosto e sentir vontade de cantar. Um poeta que me desenhe em prosa e verso – ainda que tenha que mentir um bocado -, que ria de mim e comigo, que me faça sorrir. Mas que antes de tudo, respeite o que eu sinto. Menosprezar e pisar no meu afeto é interditar a minha entrega.

      Percebeu como é simples? Fácil?

      Me agradar vai manter o mundo em movimento. O oposto, vai congelá-lo. Onde há qualquer novidade aqui? Onde está o esforço? Nenhum…

      Basta que nós dois – eu e meu velho – sejamos, como no poema, “A Música”. Este é o meu mantra.

      Continuo torcendo – agora mais do que nunca – para que meu velho leia isso! 🙂

      Obrigada pela visita. Vá ao blog da Odonir. É lindo lá!

      Boa Noite!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s