A Lua Cheia de Drago

IMG-20160424-WA0002
Lua Cheia, Mendes, 23.04.16

Exangue

Sangra meu coração
Com a falta tua
Coração de Espadas
Silente como a Lua

Lua Cheia de Drago
Empalado e vencido

Minha promessa vive
E soterra minha vontade
Amor que sobrevive
E me afoga na saudade

Minha voz é eco
Minha lágrima onda

A letra amorosa
Alivia a dor
Atiça a saudade
Onde, Amor?

Chora a Princesa
O Príncipe da Ode
Que tange a lira
De muito longe

Volta Bardo!
Eis teu Luar!

Volta.

Anna.

Vídeo: YouTube
Foto: por Dulce, Mendes, S. J. Paineiras,  em 23.04.2016.

2 comentários sobre “A Lua Cheia de Drago

  1. Anna, nada como estar apaixonado para versejar.
    Sempre estimulei que expulsasse, expelisse seu lirismo.
    Nada como uma lua cheia, plena, para se encarregar de fazê-lo.
    Os enamorados sempre se deixaram envolver pela lua, durante séculos isso se repete.
    Faça o mesmo, enovele-se de lirismo.
    Vá em frente, enfrente, acaricie versos, acalente sonhos e prossiga.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s